Talvez esta seja a última carta que te escreverei. A mais sincera, a mais triste, a mais difícil de escrever. Estaria a mentir-te se disse-se que me és indiferente e que não sentia nada por ti, que cada vez que oiço o teu nome o meu coração não acelera e que todas as carinhosas que me dizes não mexem comigo. Conquistaste o meu coração de uma maneira que dificilmente alguém o conseguirá irá fazer novamente, eu contigo esbocei sorrisos durante horas, disse coisas tão sentidas, que nunca pensei conseguir dizer a alguém. Eu fiz promessas que foram deixadas por cumprir. Foquei-me apenas em ti, não quis saber de mais nada, apenas de ti, da nossa relação. Eu lutei com tudo o que tinha e tudo e não tinha, amei-te daqui até ao céu e do céu até aqui. Quando te abraçava estava na lua, e por mim ali podia permanecer durante o tempo que me permitisses.Tenho saudades de aquilo que fomos e que poderíamos ter sido se tudo não tivesse acabado. Não sabes, nem nunca vais saber qual é a sensação de sofrer por alguém que não merece metade das tuas lágrimas. Chorei durantes horas sem parar, tive vontade de desistir de mim própria por ti, e eu sei, sei mesmo que é ridículo dizer isto, mas não deixa de ser verdade. Foi um ano, e um ano e um mês em que eu me senti todos os dias feliz a teu lado, mesmo naqueles em que só discutíamos, todos os dias a teu lado eram coloridos, eram o sol no inverno e a chuva no verão. Desisti, de nós, porque não valia a pena lutar por alguém que não vai voltar para mim. Não sei se hei-de dizer que isto é uma despedida, mas independentemente do que esta carta pode significar, não te esqueças, eu irei-te amar, sempre príncipe dos meus sonhos.

2 comentários:

  1. Novo perfil. E nova URL:

    http://sentimentosincontrolados.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  2. quero-te bem, és e serás sempre a minha princesa.
    Amo-te independentemente de tudo e todos, amo-te princesa. sorri porque sorrir endurece os musculos da cara, fazendo assim que ficas mais bonita do que já és :DDDDDDDDDDDDD

    ResponderExcluir